Verticalidades

Gabriela Costa

06.11 - 25.11.2019

PHOTO-2019-11-13-12-49-27.jpg

g

Embora para os olhos mais leigos a arte abstrata acabe por soar "esteril" e "arida", foi a parti desse tipo de lingugaem que o melhor das vanguardas artisticas se valeu para colocar em discussão questões que iam desde projetos de cidades até a relação do espectador com a obra de arte. Se até a década de 1950 cabia ao espectador o papel de observador   passivo perante um trabalho artístico, a partir dali nomes como Lygia Clark, Juilio Le Parc e Hélio Oiticica repensam essa relação, criando   construção que, abstratas, convidam o espectador a interagir e "fazer parte" daquilo.

Gabriela Costa abandonou a geometria em seu trabalhos mais recentes presentes na exposição mas não a dua dimensão projetual. Um olhar menos atento pode dar a sensação de que se está contemplando pinturas planas, na qual gradações de uma mesma cor se sucedem sobre a tela. Tais faixas de cor, silenciosas, captam o observador, que se aproxima buscando acompanhar o jogo cromático. Então, aquilo se apresentava como plana rapidamente se releva tridimensional: as faixas são literamentes tiras de tela recortadas e coloridas, que se dispõe sobre o espaço demarcado pela moldura a frentes e atrás.

Embora tenha trejétorias na pintura, Costa tem interesse pelo escultórico, pelo tridimensional. Antes de partir para o espaço, no entanto, ela acaba por decompor totalmente a planaridade da tela, transformando o próprio quadro em objeto. O cromantismo é o que  coloca a tela decomposta em relação com o entorno: a luz, espaço e a posição do observador, que, na impossibilidade de compreender o trabalho em um só mirada, precisa pecorrê-lo em mais de um ângulo: de frente, de lado, em sua profundidade. São construção que, embora ocupem dimensão reduzida no espaço, precisam dele para existir.

Ao contrario   de trabalhos anteriores, o papel geometrico aqui é reduzido. Ela está presente na verticalidade das faixas cromaticas e só. O elemento principal é a cor. Cor esta que se desdobra de maneira claramente projetada, impessoal, construtiva.

 

 

 

 

 

 

ggg

.